Escolas da rede estadual começam a receber alimentos da agricultura familiar 

Notícias
Publicado por Redação
13 de novembro de 2023 às 17h45min
Foto: Divulgação

A partir desta segunda-feira (13), as escolas da Rede Estadual iniciam o recebimento dos gêneros alimentícios hortícolas fornecidos pela agricultura familiar. Melancia, melão, banana, batata doce, cará, macaxeira, cebola e abóbora passam a ser recebidos pelas cooperativas e irão compor os cardápios escolares em benefício de aproximadamente 410 mil estudantes, salvaguardados pelas diretrizes estabelecidas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que determina o atendimento integral do público alunado.

Em estímulo à economia local e ao desenvolvimento econômico do Estado, estão envolvidos nessa iniciativa o somatório de 1.068 agricultores familiares, juntamente com 24 cooperativas vinculadas ao Programa de Escolar de Pernambuco (PAE/PE), fortalecendo a preservação da Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (SANS) do Estado. 

Em 2022, 19 cooperativas atendiam as demandas da alimentação escolar da Rede Estadual. Além disso, desde maio as escolas localizadas no Sertão de Pernambuco são beneficiadas pelo fornecimento de mix de carne caprina, também de origem agrícola local. 

É de grande importância a garantia de ofertar produtos provenientes da agricultura familiar para os estudantes da nossa Rede Estadual. Consideravelmente, são alimentos de melhor qualidade na escola, contribuindo ainda mais para a formação de hábitos alimentares saudáveis e respeito à cultura e às práticas alimentares regionais”, destacou a superintendente do Programa de Alimentação Escolar, Paula Darling. 

Merenda Boa
Na última sexta-feira (10), a governadora de Pernambuco, Raquel Lyra, e a secretária de Educação e Esportes, Ivaneide Dantas, participaram da primeira etapa da formação que propôs um novo cardápio para as escolas da Rede Estadual. O evento aconteceu na Escola de Referência em Ensino Fundamental e Ensino Médio (Erefem) Eurico Queiroz, no município de Bezerros, Agreste do Estado, e foi ministrado por chefs do Instituto César Santos para um grupo de 18 merendeiras e duas nutricionistas do Agreste pernambucano.

Quiche de alho-poró, lombo suíno ao molho de laranja, focaccia e torta de abacaxi com raspas de limão foram apenas algumas das 30 receitas ensinadas nesta semana para o grupo de merendeiras dos municípios de Bezerros, Caruaru e Camocim de São Félix. Paralela à requalificação, um trabalho de conscientização foi realizado com alunos e familiares para levar mais conhecimento sobre os novos insumos utilizados e a importância de uma alimentação saudável para o dia a dia dos estudantes.

Redação

Ouça agora AO VIVO