Marília perde novamente na Justiça por divulgar fake news

Notícias
Publicado por Américo Rodrigo
18 de outubro de 2022 às 20h00min
Foto: Leo Mota

A candidata Marília Arraes (SD) acumula mais uma derrota na Justiça Eleitoral pela divulgação de fake news divulgadas por sua campanha e também por pessoas que trabalham com ela. Desta vez, o secretário parlamentar, Victor Fialho, que recebe salário da Câmara dos Deputados, terá de retirar de suas redes sociais informações inverídicas e negativas, conforme determina a desembargadora eleitoral, Virgínia Gondim Dantas.

Em suas postagens, Victor Fialho tenta confundir os pernambucanos ao falar que Raquel apoia um candidato à Presidência da República. A desembargadora lembra que a campanha de Marília já foi obrigada a retirar esse tipo de conteúdo em outras decisões pela “inverdade da informação”. A insistência, portanto, é um claro desrespeito à Justiça e aos eleitores.

Ao final de sua decisão, a desembargadora pede a “intimação do representado para que se abstenha de veicular a propaganda em epígrafe, ora questionada, por qualquer outro meio de divulgação de propaganda, sob pena de multa de R$ 1 mil reais por ato de descumprimento”. E determina “a citação do representado para tomar conhecimento do feito e, querendo, apresentarem contestação no prazo de 02(dois) dias. Decorrido o prazo, com ou sem defesa, intime-se o Ministério Público para manifestação em 1 dia”.

Américo Rodrigo

Ouça agora AO VIVO