Cenário Político: o peso do cargo

Cenário Político
Publicado por Américo Rodrigo
3 de março de 2021 às 00h00min
Foto: Aluisio Moreira

Coluna da quarta-feira

As novas medidas restritivas para tentar frear o avanço da Covid-19 iniciam hoje (03), em todo o estado. O anúncio foi feito pelo governador Paulo Câmara (PSB), na última segunda-feira (1º), e tem gerado diversas críticas por parte do setor produtivo que aguarda um aceno do socialista para amenizar os impactos da crise econômica.

Até o dia 17 deste mês estarão proibidas em Pernambuco todas as atividades não essenciais entre 20h e 05h, de segunda a sexta. Já aos finais de semana, a restrição acontece durante todo o dia. Apesar das consequências que diversos setores vão sofrer, a atitude foi acertada diante de um possível colapso na saúde que está bem próximo, caso os números não reduzam. 

A ocupação de leitos nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) atingiu 92% na rede pública, onde há apenas 84 vagas. Para dar celeridade ao processo de imunização, Paulo visitou ontem (02) a fábrica da Sputnik V, onde desde o último final de semana anunciou intenção na compra de vacinas. A guerra que não é só contra a pandemia ainda deve trazer alguns prejuízos, e também expor as fragilidades e potenciais de cada gestor.

Retorno – O governador Paulo Câmara (PSB) fixou nova data para a retomada das aulas presenciais dos ensinos fundamental e infantil das escolas públicas nas redes estadual e municipais em Pernambuco. A previsão de retorno é no dia 18 de março, um dia após o fim das medidas restritivas.

Suspensão – O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco resolveu suspender todo o atendimento presencial nos 122 cartórios eleitorais devido ao aumento dos números de Covid-19 no estado. A portaria foi assinada na noite da última segunda-feira (1º), pelo desembargador Frederico Neves.

Decisão – Após os senadores Alessandro Vieira (Cidadania), Lasier Martins (Podemos) e Major Olímpio (PSL) serem diagnosticados com Covid-19 esta semana, o Senado Federal decidiu suspender as sessões presenciais na Casa Alta. Recentemente, José Maranhão (MDB), um dos representantes da Paraíba, morreu da doença.

Atendido – Depois de um pedido do deputado federal Tadeu Alencar (PSB), o Ministério da Saúde fez uma alteração no Plano Nacional de Vacinação contra o Coronavírus. A partir de agora, os cidadãos brasileiros transplantados de medula óssea vão entrar na fila da vacina como prioridades. O parlamentar enviou um ofício ao Ministério da Saúde no dia 27 de janeiro, que alterou as medidas em fevereiro.

Aprovado – Numa ação para facilitar a compra de vacinas contra a Covid-19, o Senado aprovou, na noite desta terça-feira (02), uma Medida provisória que dispensa licitação e estabelece regras mais flexíveis para a aquisição de insumos e serviços necessários à imunização contra a doença. Para o ex-ministro da Saúde e senador Humberto Costa (PT), a ideia é que, especialmente, estados e municípios consigam ter mais velocidade na aquisição.

Américo Rodrigo

Ouça agora AO VIVO