Projeto de Carreras quer reconhecer FIG como manifestação da cultura nacional

Notícias
Publicado por Redação
26 de junho de 2024 às 20h10min
Foto: Zeca Ribeiro

A poucos dias da abertura do Festival de Inverno de Garanhuns 2024, o deputado federal Felipe Carreras (PSB) apresentou um projeto de lei que visa reconhecer oficialmente o evento como uma manifestação da cultura nacional. Realizado anualmente no Agreste pernambucano, o FIG é um dos eventos culturais mais importantes do Brasil, reunindo artistas e público de diversas regiões do país.

O Festival de Inverno de Garanhuns, desde sua criação, tem sido um palco de expressão artística, cultural e social, promovendo a diversidade e a riqueza das tradições brasileiras. O evento oferece uma ampla diversidade de atividades artísticas e culturais em um ambiente que celebra a criatividade e a expressão cultural. Com uma trajetória de mais de três décadas, o FIG tem papel crucial na promoção da cultura e no estímulo à produção artística local, contribuindo para o fortalecimento da identidade cultural da região.

Na justificativa do seu projeto, Carreras afirma que o FIG se destaca como um dos eventos mais significativos no calendário cultural do estado de Pernambuco e do Brasil como um todo.

O FIG é o maior evento multicultural do Brasil. É um patrimônio dos garanhuenses e dos pernambucanos. Não apenas promove o intercâmbio cultural entre diferentes regiões, mas também fomenta o turismo e a economia local, trazendo benefícios sociais e econômicos para Garanhuns e todo o estado de Pernambuco. Reconhecer oficialmente esse evento como manifestação da cultura nacional é uma forma de valorizar e preservar a nossa rica diversidade cultural”, disse o deputado Felipe Carreras.

O projeto de lei apresentado por Carreras destaca a importância do FIG no cenário cultural brasileiro e busca garantir o apoio necessário para a continuidade e expansão do festival. O reconhecimento como manifestação da cultura nacional permitirá ao evento obter mais recursos e apoio institucional, assegurando sua realização e crescimento nos próximos anos.

A proposta segue agora para tramitação na Câmara dos Deputados, onde será analisada pelas comissões competentes, antes de ser votada no plenário.

Redação

Ouça agora AO VIVO